• Sergio Schmidt

Negociações do dia a dia

Atualizado: Abr 10


Negociar é uma das atividades mais importantes realizadas por nós, todos os dias. Mesmo que você não tenha uma ocupação profissional que requeira a prática rotineira de negociações comerciais, posso lhe garantir que é incapaz de viver em sociedade sem negociar.

Se pararmos para observar um pouco a nossa volta, poderemos ver negociações ocorrendo a todo o momento e em quase todos os lugares. Eu mesmo estou escrevendo este post inspirado em uma acirrada negociação que presenciei a alguns dias enquanto almoçava em um restaurante.

Em relação ao caso inspirador, posso afirmar que a muito não via uma negociação se desenrolar de forma tão desiquilibrada, em condições tão adversas. Qualquer pessoa que tenha estudado um pouco sobre a matéria, rapidamente poderia perceber tratar-se de uma negociação entre alguém em franca desvantagem, porém focado em seus objetivos e utilizando-se das mais assertivas técnicas de negociação, frente a dois oponentes detentores de poder quase que absoluto, porém totalmente despreparados.

Embora o cenário, a princípio, possa parecer de guerra, o embate nada mais era do que a negociação entre um menino de aparentes 5 ou 6 anos e seus pais para deixar parte da comida em seu prato e seguir brincando na brinquedoteca. O pequeno negociador simplesmente deu um show. Em poucos minutos, utilizando-se de táticas e argumentos certeiros, o menino conseguiu seu objetivo fazendo quase que nenhuma concessão.

Parei para pensar o quanto a maioria das pessoas, de forma quase sempre despreparada, enfrentam as negociações do dia a dia. Já participei de inúmeras e posso lhes garantir: _Pessoas que efetivamente sabem negociar são exceção!

No campo profissional é comum encontramos vendedores que, sob o primeiro contra-argumento do cliente, correm para o gerente em busca de um desconto no preço do produto. Também posso lhes afirmar já presenciei reuniões entre executivos de grandes empresas que, totalmente despreparados, nem ao menos tinham objetivos claros definidos para o processo de negociação que estavam realizando.

Nas famílias, é cada vez mais comum vermos maridos e esposas brigando simplesmente porque não conseguem estabelecer um processo de negociação equilibrado. Buscam manter posições de “certo ou errado” em detrimento aos objetivos da família ou até mesmo de seus próprios objetivos.

Se você estudou química, física, biologia, administração, contabilidade, direito e ainda não leu nada sobre negociação, penso que está mais do que na hora de fazê-lo. Como sugestão de primeira leitura, indico o livro “Como chegar ao Sim” dos autores Roger Fisher & Willian Ur, cujo resumo posso enviar para você.

Se tiver dificuldades em obter resultados satisfatórios em negociações difíceis, aconselho-o ainda a contratar um profissional com experiência para lhe ajudar. Uma pessoa originariamente de fora do ambiente pode ser muito importante para que você consiga enxergar aspectos que seu “olhar contaminado” por sentimentos angustia, raiva, tristeza, decepção e outros não lhe permitem ver.

Para receber o resumo do livro "Como chegar ao sim" solicite via área de contato deste site ou diretamente no meu email.

Sergio Schmidt

Advogado

sergio@sergioschmidt.com

#negociação #advogado #negociar

0 visualização

Tel: 55 62 3661-2228

Rua 18, nº 110, Sala 807 - Ed. Business Center
Setor Oeste, Goiânia, GO - Cep: 74.120-080

Registro OAB/GO nº 2.703

  • LinkedIn Clean
  • Facebook Clean

Sergio Schmidt  -  ADVOCACIA PROATIVA COM VISÃO DE NEGÓCIOS