top of page
Buscar
  • Foto do escritorEquipe Sergio Schmidt Advocacia

ESSENCIALISMO: Mantenha o principal como principal

Atualizado: 1 de jan.


Quero começar 2024, recomendando aos meus amigos a leitura do livro “Essencialismo” de Greg Mckeown. A indicação deste livro veio do publicitário Nisan Guanaes, profissional e pessoa que admiro muito. Segue um breve resumo do que você vai encontrar no livro:

 

A ESCOLHA DE UMA VIDA SIGINIFICATIVA

No livro o autor relata uma história tocante narrada por Bronnie Ware, uma enfermeira australiana que cuidava de pacientes terminais. Ela observou que no topo do arrependimento de seus pacientes estava a seguinte reclamação: “Queria ter tido a coragem de levar uma vida significativa para mim, não a vida que os outros esperavam que eu levasse”.

 

O ESSENCIALISMO

O essencialismo busca simplificar a vida para que possamos nos concentrar no que é verdadeiramente importante. O essencialista aplica, de forma deliberada, distinções entre o que é vital do que é trivial, eliminando, ao máximo, tudo o que é supérfluo para que o essencial possa ser alcançado (seus objetivos). Mas é importante notar que o essencialismo não é sobre fazer menos, é sobre fazer as coisas certas.

 

FOCANDO NO QUE REALMENTE IMPORTA

Em vez de avançar pouco em muitas direções, o essencialismo busca impulsionar, ao máximo, ações assertivas que possam realmente nos colocar mais próximo de nossos objetivos. O essencialista procura ignorar todo o barulho que não importa. O essencialista questiona, a cada ação: O que me apaixona? O que aproveita melhor o meu talento? Essa atividade ou iniciativa oferece a melhor contribuição para a minha meta?

 

DESPREPARO FRENTE AS ESCOLHAS MODERNAS

Hoje enfrentamos um paradoxo único: a abundância de opções de escolha nos sobrecarrega, o que diminui nossa capacidade de filtrar e focar naquilo que realmente é importante. Não é apenas uma sobrecarga de informações, mas também de opiniões. Vivemos em um mundo onde quase tudo vale muito pouco e poucas coisas têm efetivo valor.

 

A ARTE DE DIZER NÃO

Uma habilidade crucial no essencialismo é aprender a dizer não ao que não é essencial. Trabalho árduo é importante, mas esforço não significa necessariamente mais resultado. É preciso focar nas ações que contribuam para gerar as maiores recompensas. Se não estiver totalmente convencido sobre uma resposta “sim”, a resposta deve ser “não”.

 

REAVALIANDO AS ESCOLHAS

Em vez de perguntar o valor de algo que possuímos, a pergunta a ser feita é quanto estaríamos dispostos a pagar por se esse algo, se ele ainda não nos pertencesse. Aplique esta abordagem também a oportunidades e compromissos. Em vez de temer a perca da oportunidade que lhe foi apresentada, foque em responder o que estaria disposto a sacrificar para obtê-la.

 

CONCUSÃO

Essencialismo é manter o principal como principal.

 

 

Sergio Schmidt

Advogado, mediador e administrador judicial

130 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page